A Arte do Encontro: Estação Marginal V – Sarau do M.E.R.D.A.

            A quinta nossa quinta Estação Marginal fica em no bairro de Olinda, em Nilópolis, porque vamos passar uns bons meses na poderosa BF. Já escrevi na descrição deste blog, entre outras coisas, que esta é uma coluna passional e parcial. Colocar-se a parte para fingir não ter sentimento sobre aquilo que se escreve soa... Continue lendo →

Anúncios

Saraus Como Alfabetizadores Artísticos: A Arte Pública

     Desde as manifestações de 2013, inúmeros movimentos artísticos, coletivos, organizações que promovem a arte pública colocaram o bloco na rua, tudo como forma de continuidade e resistência para dar vazão ao sentimento de indignação coletiva por conta do cenário político que se apresentava.           A ressignificação dos espaços públicos pela Arte fez surgir um... Continue lendo →

Quem bate cartão também faz poesia: Estação Marginal – Sarau do Escritório

          Quem bate cartão, também faz poesia! É com esse lema que o Sarau do Escritório ressignifica a Praça João Pessoa na Lapa já há quase quatro anos. Hoje, são nove pessoas que fazem esse consolidado movimento acontecer no coração do Centro da boemia carioca, sempre às terceiras quintas-feiras de cada mês, Alex Teixeira, Luiz Fernando Pinto,... Continue lendo →

Domingo: um primeiro com moral de último

Se um dia viver um grande amor, Não cobrarei fidelidade, carícias loucas nem declarações engenhosas. Direi apenas: fica comigo aos domingos. Fica? -Ni Brisant           A poesia é um estado da alma e ela nem sempre busca um sentido linear para as coisas que quer exprimir. Poesia é o Id despistando a todo o tempo... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑